HOME SOBRE CONTATO FREEBIES CLIPPING

RESENHA: DEIXADA PARA TRÁS


07 fevereiro 2018


Um mistério. Várias teorias. Muitas reviravoltas.

Nicole e Megan são "amigas", estudantes do ultimo ano do ensino médio e como todos os alunos, estão eufóricas com o termino das aulas e a entrada para a faculdade. Muita curtição. Bebidas. E um sentimento completo de dever feito. Isso é o que é uma festa na praia. Diversão. Não sequestro.

Misteriosamente e simultaneamente as duas garotas desaparecem e a policia local não encontra vestígios das reféns. Nada foi deixado para trás. Nenhuma pista. Até que uma delas aparece. Megan consegue fugir do cativeiro e devido a toda essa movimentação heroica da jovem todos esqueceram de Nicole. 


Todos, menos sua irma, Livia. Pós-graduanda de patologia florense, ela prometeu fazer justiça com as próprias mãos e desvendar o mistério ao redor da irmã. Agora trabalhando na IML tem esperanças de encontrar respostas assim que o corpo da irmã fosse encontrado e depositado em sua mesa. Só que o que aparece não é o corpo da irmã, mas sim de uma outra vitima ligada ao caso. Agora Livia terá que solucionar o caso e preencher, junto com Megan, todas a lacunas deixadas no passado.

Deixada para trás é um livro repleto de emoção. Mais de três vezes me encontrei perplexa e alucinada com o desenvolvimento da historia. Em muitas páginas me senti burra, criando teorias que não tinham nada a ver, mas que no inicio pareciam fazer todo o sentido do mundo para mim. Se você pensar que vai acertar algo nesse livro, está muito enganado. Charlie utiliza de uma sutileza tão grande que, mesmo a historia estando no inicio, nos faz acreditar em cada falsa teoria.

Afinal, quem é o sequestrador?


LIVRO: DEIXADA PARA TRÁS
AUTORA: CHARLIE DONLEA
PÁGINAS: 368
COMPRE AQUI 
NOTA:           
EDITORA: FARO
LIVRO ENVIADO PARA RESENHA

RESENHA: VIDAS MUITO BOAS


30 janeiro 2018


Você não vai esperar menos da JK nesse livro.

Em um curto discurso para os formandos de Havard de 2008, JK conseguiu passar a importância que o fracasso teve em sua vida. Em curtos sete anos após sua formatura, ela teve um casamento fadado, virou mãe solteira e atingiu a pobreza. Se tornando assim a maior fracassada que já conheceu.
"Não precisamos de magia para transformar nosso mundo; todos já temos dentro de nós o poder de que precisamos."
Mas isso não quer dizer que o fracasso é bom, mas necessário. Estamos aptos ao fracasso e se isso não acontecer iremos fracassar por omissão. A autora ressalta a importância da imaginação e da amizade, sempre usando exemplos da sua própria vida. Se eu já era fã dessa mulher, agora ela se tornou uma imagem de força.

Vidas muito boas é um livro inspirador, feito para todas as pessoas que estão atrás do sucesso.

Ou da sua força interior.

LIVRO: VIDAS MUITO BOAS
AUTORA: JK ROWLING
PÁGINAS: 80
COMPRE AQUI 
NOTA:        
EDITORA: ROCCO
LIVRO ENVIADO PARA RESENHA

RESENHA: ELEANOR OLIPHANT ESTÁ MUITO BEM


29 janeiro 2018


Eleanor Oliphant é sem duvida a melhor personagem que tive o prazer de conhecer esse ano. Cômica e dramática, Forte e sensível. Totalmente diferente das heroinas, porque ela é sim uma grande heroina. Calma, vou explicar.

Eleanor está muito bem. Mesmo sendo motivo de chacota no trabalho que dura a quase dez anos, mesmo com uma vida social lastimável, mesmo seguindo uma rotina monótona e tediante, ainda assim ela está bem. Porque não se importa com nada disso. Pra ela tanto faz como tanto fez. Eleanor ainda prefere sua pizza e vinho as sextas feiras do que todo o resto.

Ao menos era o que ela pensava.

As coisas não estavam indo como planejado desde a caminhada constrangedora com um funcionário da empresa em que trabalha, Raimond. Ao avistar um senhor de idade caído na calçada, ambos correm para ajudar. E é ai que sua vida muda. Com um simples gente de bondade Eleanor terá seu cotidiano alterado. E isso alterará tudo o que ela já pensou ter certeza. 

Afinal, a vida tem muito mais a oferecer.


Com uma escrita sensível, Gail Honeyman me ganhou nas primeiras paginas. Apesar do inicio ser um pouco lento não me incomodei nenhum pouco, justamente por achar todo o jeito da personagem único. Eleanor passou por poucas e boas e suas cicatrizes mostram bem isso. Mesmo com tanta dor ela ainda vive e não mostra do jeito dramático, mas sim com muito bom humor. Seu jeito estranho de agir e pensar me fez querer tomá-la como amiga e depois de descobrir seus segredos ai sim, minha vontade era de entrar no livro e abraçá-la. 

Nossa protagonista é uma heroina sim! Por viver o que viveu, por aguentar, por ser unica, diferente e incrivelmente e forte. Seu drama e todo o mistério que percorre o livro não foi nada pesado, pelo contrário, mesmo com algumas lagrimas achei que a autora soube dosar muito bem os sorrisos.

E é com esses sorrisos que tive na leitura que termino a resenha afirmando: Eleanor Oliphant ainda continua muito bem.


LIVRO: ELEANOR OLIPHANT ESTÁ MUITO BEM 
AUTORA: GAIL HONEYMAN 
PÁGINAS: 351 
NOTA:         
EDITORA: ROCCO 
LIVRO ENVIADO PARA RESENHA

RESENHA: O URSO E O ROUXINOL


20 janeiro 2018


O urso e o Rouxinol é o primeiro livro da trilogia The Winternight, baseado no folclore Russo. O livro é um conto de fadas, muitas vezes um pouco obscuro, que tratará a historia de Vasya, uma jovem que teve seu destino imposto desde o nascimento por obter os poderes da avó.

Ela é a filha mais nova de quatro irmãos e orfã de mãe. Um pouco antes de morrer, sua mãe pede ao marido para cuidar de Vasya pois ela tem os poderes da avó e será julgada por isso. Os anos se passam e a criança é criada em meio a floresta, podendo enxergar seres encantados. Com todo o julgamento diante de sua filha, Pyoth Vladimirovish decide se casar de novo.

Anna, sua nova esposa, surpreende toda a família, trazendo com sequencias terriveis. Ela também consegue ver os espíritos guardiões que Vasya vê, mas ao contrário da garota Anna pensa que esses espiritos são demonios. Sua madrasta começa a desonrar os espíritos e a pregar coisas absurdas junto com um jovem Padre, fazendo a fé das pessoas diminuírem e a proteção dos espíritos enfraquecer.


Agora coisas assombrosas estão acontecendo na aldeia e Vasya é a unica que pode lutar contra isso.

De incio achei que a historia seria complicada, afinal a autora retratou várias coisas em pouco tempo. Apesar de muita coisa ter acontecido eu não me senti perdida nenhuma vez, pelo contrário, a cada página eu saber mais, com medo do fim.

Me encantei pela cultura Russa, o folclore, a linguagem, tudo! Com uma protagonista forte, a autora conseguiu demonstrar a diferença da verdadeira fé e a fé programada. A fé causada pelo medo e a fé composta por amor.

Um livro jovem, com uma temática madura e criaturas extraordinárias.



LIVRO: O URSO E O ROUXINOL
AUTORA: KATHERINE ARDEN
PÁGINAS: 320 
COMPRE AQUI 
NOTA:        
EDITORA: ROCCO
LIVRO ENVIADO PARA RESENHA
© Kézia Martins / Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Colorindo Design
Tecnologia do Blogger.